Conheça as novidades sobre o Projeto Noroeste

O coordenador-geral do Sindjus, Roberto Policarpo, recebeu recentemente o diretor da Associação Habitacional Noroeste, Èsio Araújo, e um dos principais interlocutores deste projeto dentro da esfera do Judiciário, Eduardo Melo (delegado sindical do TRT), para consolidar as ações em torno desse projeto. O sindicato tem colaborado com a divulgação e sido um incentivador desse empreendimento, que possibilitará mais qualidade de vida aos filiados e seus dependentes por um custo menor do que o oferecido pelo mercado.

Ésio explicou que depois de um período intenso de discussões, foi formatada uma estrutura jurídica para a compra do terreno. Em uma assembléia realizada em outubro de 2008, criou-se uma associação específica para gerir o projeto. A partir daí, houve muito interesse por parte dos filiados do Sindjus em aderir a essa iniciativa. Interesse este que resultou de um grupo, já fechado, para apartamentos de 120 a 140m². Para se ter idéia do tamanho da adesão, 50% dos participantes são servidores do Judiciário ou do MPU. Esse índice demonstra que os filiados estão envolvidos em um projeto de moradia totalmente personalizado.

Este primeiro grupo já está definido e dotado de recursos. Tudo indica que deve ser contemplado com a próxima licitação que deve ocorrer em março. Paralelo a esse grupo, já há muitos interessados em processo de formação de um segundo grupo, com apartamentos nos mesmos moldes do primeiro. Eduardo ressaltou que também está em debate a formação de um terceiro grupo, com apartamentos menores, na ordem de 70 a 90m² (veja tabelas em http://www.acatedf.org.br/pnoroeste/tabelas.htm) Mas atenção: Os interessados em participar desta próxima licitação devem se manifestar até o dia 10 de março. Até agora foram licitados apenas 43 lotes, de um total de 220. As licitações devem avançar por boa parte de 2009, no entanto, para que o interesse seja concretizado, é aconselhável ao filiado Sindjus ingressar num grupo o quanto antes.

Clique aqui e conheça o site da Associação, tendo acesso a todos os detalhes e informações que você necessita para conhecer e participar deste projeto.

Para fazer parte destes grupos, é necessário que o servidor do Judiciário ou do Ministério Público seja filiado ao Sindjus. Afinal, a união mais uma vez se transforma em fator decisivo de conquista.

🔥14 Total de Visualizações