Sindjus entra na luta pelos conselhos tutelares

O coordenador-geral do Sindjus, Roberto Policarpo, participou, no dia 3 de abril, de uma reunião com representantes dos Conselhos Tutelares, da Associação dos Conselheiros Tutelares do Distrito Federal (ACTDF) e da Promotoria da Infância e da Juventude para ajudar na luta pela reestruturação, a partir do fortalecimento e expansão, dos Conselhos Tutelares no Distrito Federal.

Policarpo apresentou aos conselheiros como o Sindjus irá ajudar a debater esse tema com a sociedade e ajudar na coleta de, pelo menos, vinte mil assinaturas para fomentar uma iniciativa popular de emenda à Lei Orgânica do DF modificando a organização e o funcionamento desses instrumentos de cidadania, de modo que cada cidade do Distrito Federal possa contar com pelo menos um Conselho Tutelar. Atualmente, das 29 regiões administrativas do DF apenas 10 possuem conselho.

De acordo com o coordenador-geral do Sindjus, o sindicato abraçará essa campanha colaborando com a interlocução com outros segmentos do movimento sindical e social, no envolvimento da categoria, bem como na produção e divulgação do material publicitário. “A idéia é somar e promover um amplo debate com a sociedade, aprimorando os trabalhos prestados no sentido de proporcionar proteção integral à criança e ao adolescente”, explicou o sindicalista.

A colaboração do sindicato nessa empreitada foi bem recebida pelos presentes, que elogiaram o apóio apresentado por Policarpo. “Quero dar os parabéns ao Sindjus que apostou nesse projeto e já trouxe uma proposta pronta de campanha para apresentar para todos nós. O mais importante de tudo isso é o trabalho de mobilização que o sindicato fará com a sociedade, dizendo ao Executivo, ao Legislativo e ao Judiciário da necessidade de uma nova regulamentação para o Conselho Tutelar do Distrito Federal”, afirmou o promotor Oto de Quadros.

E continuou: “Quero destacar duas coisas nessa apresentação do Sindjus, a primeira é o debate que o sindicato pretende fazer em cidades como Guará, Cruzeiro, Vicente Pires, Candangolândia e São Sebastião. Isso dará muita força e legitimidade ao nosso movimento. A segunda é em relação aos servidores do Judiciário e do Ministério Público. Chamando esses dez mil filiados para a campanha, teremos chance de superar em muito as 20 mil assinaturas necessárias para viabilizar a iniciativa popular que permitirá modificar a situação atual vivida pelos conselhos tutelares”.

O lançamento da campanha, sugerido por Policarpo em razão do forte simbolismo, será no dia 21 de abril, aniversário de Brasília. O conselheiro Rafael da Veiga, integrante da diretoria da Associação dos Conselheiros Tutelares do Distrito Federal, também parabenizou a iniciativa do sindicato. “Quero agradecer a presença de Policarpo e a participação do Sindjus em nossa luta e dizer que é interessante casar o aniversário da cidade com o lançamento da nossa campanha, fazendo o contraponto entre o investimento milionário que é feito pelo GDF na festa e a falta de atenção e recursos destinados à proteção da criança e do adolescente”, comentou.

Nesta quarta-feira (8/3), às 19h, uma nova reunião entre os conselheiros, o Sindjus e os demais apoiadores definirá as bases do lançamento da campanha que promete tomar conta da cidade. A expectativa é que Brasília chegue extremamente fortalecida, aos 50 anos, em matéria da defesa dos direitos das crianças e dos adolescentes. Para o promotor Oto, “que nos 50 da capital haja uma realidade diferente do que o descaso, por parte do governo, que presenciamos hoje em relação à discussão da criança e do adolescente”. Se depender do Sindjus, essa realidade começará a ser mudada a partir de agora.

🔥29 Total de Visualizações