Tribunal da Justiça decide reabrir caso da Irmã Dorothy Stang

O Tribunal de Justiça do Estado do Pará decidiu reabrir o caso do assassinato da missionária Dorothy Stang. Em maio de 2008, o fazendeiro Vitalmiro de Moura, o Bida, acusado de mandar matar a missionária, havia sido absolvido pelo Tribunal do Júri. Irmã Dorothy foi assassinada a tiros no município de Anapu (Pará), em 2005.

De acordo com o coordenador do Comitê Dorothy, Dinailson Benassuly, o Tribunal de Justiça do Pará anulou o julgamento do ano passado de Vitalmiro de Moura, no qual o réu foi absolvido após ter exibido um vídeo que o inocentava. Entretanto, o julgamento foi anulado, pois a prova não constava nos autos. Agora, o acusado, que irá novamente a julgamento, já teve a prisão decretada. Segundo Benassuly, Bida ainda está sendo procurado pela polícia.

🔥18 Total de Visualizações