Redução da jornada de trabalho para os servidores do TSE

O Sindjus, por meio de requerimento administrativo encaminhado ao Presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Carlos Britto nesta quinta-feira (dia 7) solicita a redução da jornada de trabalho dos substituídos, ressalvado o período eleitoral, com a instituição de dois turnos de funcionamento do Tribunal para 30 horas semanais, com revezamento dos servidores em dois turnos diários.

“O Sindjus tem lutado para garantir à toda a categoria, não apenas o permanente aprimoramento e capacitação profissional, mas também a melhoria da qualidade de vida e o respeito ao ser humano, isso implica também na implantação de uma jornada digna e produtiva de trabalho”, explica o coordenador-geral do Sindjus, Roberto Policarpo.

O Sindicato propõe que: “… a proposta da entidade sindical consiste na alteração do horário de funcionamento do TSE, estabelecendo-se atividade contínua de, no mínimo, 12 (doze) horas diárias, sem interrupções e, conseqüentemente, na jornada de trabalho dos servidores do quadro, com a sua distribuição em regime de turnos sem intervalos, de 6 (seis) horas diárias, com ressalva da jornada a ser cumprida em períodos eleitorais, sabidamente mais conturbados”, de acordo com requerimento elaborado pelo Sindjus.

O mesmo procedimento foi proposto pelo Sindjus e adotado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), por meio da resolução n° 19, de 2004. O Sindicato vai acompanhar e exigir a redução da jornada de trabalho para garantir, além da qualidade de vida e saúde do trabalhador, o aumento da produtividade, associada à qualidade dos serviços oferecidos à sociedade.

🔥8 Total de Visualizações