Levantamento das demandas

Na segunda parte da reunião dos delegados sindicais, ocorrida no dia 8/5, foi feito um levantamento das demandas por local de trabalho. Cada delegado sindical trouxe as reivindicações de seu setor e formou-se um leque de ações que pautaram a agenda do Sindjus nos próximos meses. Abaixo, confira, por órgão, as demandas apresentadas:

Justiça Federal
– passivos
. decisões judiciais não cumpridas
– estacionamento
– fragmentação das unidades (prédios)
– reestruturação – solicita atuação do Sindjus
– implantação das últimas 2 Varas Federais no DF

TRF
– falta de cargos (estrutura precária)

STM
– 11,98%

TSE
– 6 horas
– FCs e CJs (diminuir o número ou extinguir)

TRT
– TRT Moderno – se vai atrapalhar o plano de carreira; se a digitalização será com terceirizados ou com servidores
– reestruturação
– mudança do Foro de Brasília (o prédio atual está em condições precárias e a reforma do novo prédio não tem previsão de término)
– estacionamento – 2º grau
– Tocantins – presença do Sindjus nas Varas de Tocantins
– terceirização na área de segurança (a administração tirou os servidores do plantão e colocou terceirizados)
– turno ininterrupto para servidores da área de segurança
– 20% de cargos administrativos no Conselho Superior da Justiça do Trabalho

PRR 1ª Região (MPM aderiu a essas demandas)
– nepotismo cruzado
– terceirizados assumindo papel de servidores
– seminários e palestras devem acontecer mais no âmbito do Ministério Público

MPDFT
– controle biométrico de ponto
– jornada de trabalho
– gratificação de perícia
– licença capacitação – relação, por pertinência temática, do cargo com o tema do curso
– GAS no MPDFT para servidores do NCOC e outros de área de TI
– condições de trabalho e estrutura de instalações precárias – solicita avaliação técnica do Sindjus em todos os locais de trabalho
– servidores que foram para o Fórum DesLeal estão com os mesmos problemas dos servidores do TJDFT
– servidores reclamam de falta de condições para lanchar em promotorias das satélites – não tem lanchonete

TJDFT
– Fórum da Ceilândia – criação da 4ª Vara de Família da Ceilândia
– saúde – desgaste desnecessário dos servidores em sistema de tramitação de processos – mudança do sistema de tramitação – otimização
– estrutura precária nos prédios (exemplo: poucos banheiros) – tem de ter 2 banheiros por cartório, no mínimo
– turno ininterrupto de trabalho para a área de segurança em todas as circunscrições judiciárias
– substituição da chefia do PSP Fórum de Taguatinga
– anuênios – informações sobre ingresso de ação sobre diferença dos anuênios
– rejeição do cargo específico de agente de segurança diretamente na lei – os agentes de segurança não entenderam porque não foi possível criar o cargo de agente de segurança sendo que foi possível criar o de oficial de justiça
– Fórum Des.Leal – condições de trabalho (tratadas no último boletim)
– Fórum Des.Leal – estacionamento – segurança no deslocamento
– Fórum Des.Leal – transporte até a Sede (tarde)
– Fórum Des.Leal – transporte nos turnos da manhã e noite (do metrô ao Fórum)
– Vara da Infância e Juventude – desvio de função
– psicossocial – Fórum Des.Leal – grandes problemas de vários aspectos
– psicossocial – falta de pessoal
– estágio probatório – processo
– quintos, VPNI e passivos em geral
– problema de condições de trabalho
– no Guará os servidores estão em situação precária – sem local para lanchar
– contadoria do TJDFT não é valorizada
– não foi criada a área de contadoria no Fórum Des.Leal
– buscar valorização da área de contadoria
– servidores da secretaria – lotação específica nos fóruns
– Fórum Mirabete (SRTVS) – transporte até a Sede (volta com carro do malote)
– falta de pessoal no cartório da VEP
– criação da 2ª VEP
– precarização das condições de trabalho

TRE
– passivos
– local de trabalho não adequado (sem ventilação)
– carteirinhas com identificações trocadas
– ponto eletrônico – diferença entre CJs e demais servidores
– PEC 338 – juiz eleitoral – solicitam apoio do Sindjus e divulgação para os outros TREs e para toda a categoria
– área de TI – há muita diferença no investimento entre as áreas de TI e as demais área administrativas
– resolução que implementa o banco de horas – FC e CJ sem hora-extra

STF
– agentes de segurança – discutir sobre porte de armas
– sobrecarga de trabalho por conta do funcionamento do STF e CNJ
– liberação para participar de reuniões do sindicato – solicita projeto de lei para garantir a liberação para atividades sindicais, sem compensação de horas
– foram retiradas 2 gratificações da área de taquigrafia de servidoras que exercem a mesma função, com a justificativa de que tiravam licença médica
– Programa Viva Bem – avaliar as prioridades de atendimento no programa
– problema para atravessar a rua – foi solicitado por e-mail à administração

STJ
– curso reprovatório para agentes de segurança
– diferença cobrada no IRPF, algumas pessoas já receberam
– condições de trabalho em algumas áreas – subsolo, problemas com processos

PGR
– solicita colocar parada de ônibus do lado oposto à existente
– a GAS está no projeto como sendo para técnicos e analistas e na hora da regulamentação apenas atendeu pessoas dos cargos de transporte e segurança – algumas áreas trabalham com atividades de segurança e não recebem a gratificação, como TI, técnicos especializados, etc.
– questionar terceirizados e requisitados na PGR
– técnico de apoio especializado no concurso de remoção – esses servidores não conseguem participar do concurso de remoção atualmente

TST
– plano habitacional para a categoria
– estacionamento precário
– ações jurídicas
– diminuição da GAS
– porte de arma para agentes de segurança
– carteiras funcionais – a partir de processo com agente de segurança em acidente de carro foi suspensa a tarja verde-amarela na carteira funcional – solicita que retorne a tarja verde-amarela

🔥20 Total de Visualizações