Sindjus assume co-gestão do Clube do Servidor


A assinatura do termo de cessão do Clube do Servidor, pela Secretaria do Patrimônio Nacional à Advocacia Geral da União (AGU) representou um certificado de passagem do passado para o futuro, em termos de compromisso de mudança e de modernidade “Trata-se de um marco, de uma nova fronteira para a construção de um pólo de cultura, recreação e de treinamento profissional do trabalhador”, resumiu em seu discurso o coordenador – geral do Sindjus, Roberto Policarpo, ao falar sobre a co-administração do espaço, ontem à tarde na solenidade que ocorreu no Salão de Eventos do Clube do Servidor.

A história do Clube do Servidor, lembrou Policarpo, é uma das mais ricas de Brasília e simboliza a história do próprio servidor que usufruiu do espaço de lazer em outras datas para se harmonizar com os colegas, assistir a shows e espetáculos de com grandes nomes da MPB, entre outras atividades. Na ocasião, Policarpo se comprometeu a reerguer o clube, a partir de um modelo de gestão moderna, em que seus espaços sejam utilizados de forma multiuso, com centro de convenções, teatro, cinema, bibliotecas, sem perder as características de um clube de recreação.

O Sindjus está disposto a lutar, por meio da recuperação deste clube, pela consolidação do direito que os servidores têm de usufruir de um espaço para preencher seu tempo livre, para conviver com sua comunidade, para se desenvolver física e intelectualmente. Sendo assim, o Clube do Servidor será voltado para a fomentação da cidadania, acrescentou Roberto Policarpo, que integrou a mesa de autoridades ao lado do ministro da AGU José Antônio Dias Toffoli, Alexandra Resck, da Secretaria Nacional do Patrimônio, Lúcia Carvalho, gerente regional do Patrimônio da União no DF, deputado Geraldo Magela (PT), entre outras.

Escola

A AGU, de sua parte, vai administrar a Escola de Aperfeiçoamento da Advocacia Geral da União, que ocupará os espaços do prédio principal do clube, como o conjunto de salas onde funcionava a administração do clube. Na oportunidade, o diretor da EAGU, Mauro Fias Rothscild, prometeu revitalizar e modernizar o espaço e trabalhar em sintonia com o Sindjus.

Espaço de lazer e entretenimento
Abandonado há cerca de dez anos, o Clube do Servidor passará por uma reforma que deve começar já em julho deste ano, com previsão de inauguração, de partes do será revitalizado, ainda em dezembro de 2009. Pelo esboço do futuro projeto arquitetônico, as mudanças deverão estar completamente harmonizadas com a natureza. O novo Clube do Servidor terá salão de múltiplo uso; um hotel com alojamentos, salas de aula, um cinema e um teatro, auditórios e bibliotecas; restaurantes e bares; teatro de arena onde fica a atual piscina de saltos, quadras poliesportivas; campos de futebol, sauna, churrasqueiras. “O Sindjus quer devolver aos servidores aquele espaço de lazer e entretenimento e resgatar a oferta cultural que já foram marcas do clube”, ressaltou Roberto Policarpo.

🔥19 Total de Visualizações