Sarau poético em defesa do servidor

Um dos momentos mais emocionantes do Sarau do TST, na última quinta-feira, dia 28, em homenagem ao Dia do Servidor, foi a leitura de poemas pela intérprete e integrante do Grupo Radicais Livres, Francinéia Alves. Após a abertura dos shows, sob o comando do cantor Lucas Soledade, no Espaço de Exposições no andar térreo do tribunal, a poetisa baiana, radicada em Brasília, iniciou o recital com um belo e sugestivo poema de Manoel de Barros, o príncipe dos poetas do Centro-Oeste brasileiro, que vive no Pantanal Matogrossense.

Na voz e nos gestos de Francinéia os servidores que participaram do sarau puderam provar um pouco do universo de Barros, o poeta da terra e da natureza mais radical do país, aquele que reescreve o mesmo bicho, a mesma planta, o mesmo céu e a mesma água desde o seu aparecimento na poesia brasileira, em 1934, com o mesmo poder de síntese e de reverter o velho em novidade, pequenos golpes do mestre da arquitetura do poema. “O menino que carregava água na peneira” fala de vazios e de horizontes, de orvalhos e de casas a construir, da teimosia de uma criança que quer ser poeta e ser gente.

Não há metáfora mais contundente para o momento que vive o servidor público brasileiro do Poder Judiciário do que a reunião de imagens destes versos: “(…) O menino era ligado em despropósitos. / Quis montar os alicerces de uma casa sobre orvalhos. /A mãe reparou que o menino gostava mais do vazio do que do cheio. /Falava que os vazios são maiores e até infinitos ./ (…)”

Do mesmo modo como foram e são vazios, no princípio, os desafios que partem da não existência de uma coisa concreta, fechada, acabada para, aos poucos, o “cheio” passar a ser a razão de uma esperança, uma conquista, da construção de uma carreira, uma profissão e da exigência de respeito aos direitos dos trabalhadores.

Ao falar de pássaros e de crianças o autor de O guardador das águas fala da experiência humana da liberdade e da dignididade do ser enquanto indivíduo que vive em sociedade e luta por uma mesma causa. O sarau contou com a participação de grupos como Pelicanos da Lua, Samba Destilado, Duda Moreira e Tropicália, entre outros.

🔥12 Total de Visualizações