Programa Fórum especial homenageia o dia nacional da Consciência Negra

O resultado de seis anos de políticas públicas para promover a igualdade racial no Brasil é o tema do programa Fórum, da TV Justiça. Haverá um debate entre a coordenadora do Núcleo de Promoção da Igualdade da Universidade de Brasília (UnB), Deborah Silva Santos, e o editor do jornal Irohin e também professor da UnB, Edson Lopes Cardoso. Eles fazem um balanço da luta contra o racismo no Brasil a partir do início da implementação das ações afirmativas no país.

Para o professor Cardoso, a política de cotas nas universidades é positiva, mas não deveria ter sido iniciada por meio de um projeto de lei, que a tornou obrigatória. Segundo ele, que leciona a disciplina Pensamento Negro Contemporâneo, “o Ministério da Educação poderia ter estimulado essa iniciativa das instituições de ensino superior, ter fortalecido essas universidades com recursos e ter uma participação mais efetiva no acompanhamento e no reforço a esses estudantes”. EM sua opinião, é a sociedade, e não o Estado, que deve ter iniciativas para promover a igualdade racial.

Deborah Santos fala da dificuldade de implementação da Lei 11.645, que cria o ensino da cultura e história afro-brasileiro nas escolas de primeiro e segundo graus, “já que os professores têm que ser capacitados porque os cursos de graduação não oferecem essa disciplina”. Mas destaca a experiência em alguns estados que aplicam a lei e incentivam a produção de livros infantis sobre a história da população africana no Brasil.

O programa Fórum será exibido nesta sexta-feira, às 20h30 e será reprisado no sábado, às 18h30 e na segunda-feira, às 21h.

Fonte: STF

🔥12 Total de Visualizações