Campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres

O período entre 20 de novembro e 10 de dezembro serão marcados pela Campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres O período foi selecionado por conter datas significativas.

Desde 2003 a campanha ganhou força no Brasil, quando a Agende Ações em Gênero Cidadania e Desenvolvimento (Agende) instaurou a data no Brasil. A edição de 2009 discutirá a violência contra as mulheres no seu aspecto mais amplo, a fim de sensibilizar mulheres em situação de violência e a população em geral sobre as diversas formas de violência.

“A discussão sobre a violência contra as mulheres deve ser feita de forma ampla e com responsabilidade. Acho importante a realização da campanha. A violência contra a mulher tem que acabar” afirma o coordenador-geral do Sindjus, Roberto Policarpo.

Uma em cada três mulheres e meninas do mundo sofrem violência, de acordo com dados da Unifem. No Brasil, por exemplo, a cada 15 segundos uma mulher é espancada pelo marido ou companheiro, segundo a Fundação Perseu Abramo.

“Temos eu mudar essa realidade e só conseguiremos isso, por meio, do diálogo e da conscientização”, reforça Roberto Policarpo. Para mais informações acesse o site http://www.campanha16dias.org.br/ed2009/.

Confira abaixo o calendário com as datas importantes entre o período de 20 de novembro a 10 de dezembro.

DATAS MARCO

20 de novembro – Dia Nacional da Consciência Negra

Instituído em 1978, o Dia Nacional da Consciência Negra lembra a inserção do negro na sociedade brasileira e sua luta contra a escravidão. A data lembra o dia 20 de novembro de 1695, dia do assassinato de Zumbi dos Palmares, ícone da resistência negra ao escravismo e da luta pela liberdade.

25 de novembro – Dia Internacional da Não-Violência contra as Mulheres

Homenagem às irmãs Mirabal, opositoras da ditadura de Rafael Leônidas Trujillo, na República Dominicana. Minerva, Pátria e Maria Tereza, conhecidas como “Las Mariposas”, foram brutalmente assassinadas no dia 25 de novembro de 1960.

1º de dezembro – Dia Mundial de Combate à Aids

No dia 1º de dezembro, o mundo se mobiliza para promover ações de combate à Aids. No Brasil, todos os anos o Ministério da Saúde promove a Campanha do Dia Mundial de Luta contra a Aids, que busca estimular a prevenção e diminuir a disseminação do vírus HIV. Estatísticas indicam crescimento significativo e preocupante de casos de mulheres contaminadas, inclusive no Brasil, fato que levou o Governo brasileiro a lançar o Plano de Enfrentamento da Feminização da Aids e outras DST.

6 de dezembro – Massacre de Mulheres de Montreal (Canadá)

Quatorze estudantes da Escola Politécnica de Montreal foram assassinadas, no dia 6 de dezembro de 1989. O massacre tornou-se símbolo da injustiça contra as mulheres e inspirou a criação da Campanha do Laço Branco, mobilização mundial de homens pelo fim da violência contra as mulheres. No Brasil, a partir de 2007, é o Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres (Lei nº 11.489, de 20/06/2007).

10 de dezembro – Dia Internacional dos Direitos Humanos

No dia 10 de dezembro de 1948, a Declaração Universal dos Direitos Humanos foi adotada pela Organização das Nações Unidas (ONU), como resposta à violência da Segunda Guerra Mundial. Posteriormente, os artigos da Declaração fundamentaram inúmeros tratados e dispositivos voltados à proteção dos direitos fundamentais. A data lembra que violência contra as mulheres é uma violação dos direitos humanos.

🔥11 Total de Visualizações