Festa do Sindjus atrai cerca de 15 mil pessoas

Show de Cláudia Leite bate recorde de público no Pavilhão do Parque da Cidade. Servidores foram saudados pela cantora com ênfase no êxito da greve pelo PCCR

Mesmo com a forte chuva que marcou o fim de semana desde a última sexta, dia 4, milhares de servidores do Poder Judiciário e do Ministério Público Federal – e não servidores – saíram de casa e disputaram cada palmo de espaço no Pavilhão do Parque da Cidade para ver a cantora baiana em mais uma festa de fim de ano em homenagem ao trabalhador da Justiça e do MPU.

Cláudia Leite abriu o show com a música “Extravasa”, de Gabriel Pensador, que tem tudo a ver com a trajetória de luta do Sindjus pela aprovação do PCCR, este ano. “Dominou geral / Sacudiu a praça (…) /Extravasa / Libera e joga tudo pro ar / Eu quero ser feliz, antes de mais nada”, sugere a letra na voz que fez vibrar uma platéia eufórica, descontraída e feliz.

O mesmo público, que cercou a cantora de carinho e respeito, também se emocionou com números como “As máscaras”, cuja letra carrega também um tom que traduz a luta dos servidores e as idas e vindas do PCCR no Supremo Tribunal Federal, após promessas e promessas, avanços e recuos durante mais de dois meses, além das dificuldades nA PGR: “Liberte sua mente do que a mentira contou/ Vista-se com o novo/Dispa-se da máscara/ Venha quem quiser/ Seja como for…”.

Alto astral

Em um espetáculo marcado pela alegria e pelo clima de paz e harmonia, sem brigas ou qualquer ocorrência policial, Cláudia Leite cantou diversas composições de seu primeiro trabalho solo – Ao vivo em Copacabana –, lançado em junho deste ano, cujo título é uma referência ao show de fevereiro que levou às areias da praia mais badalada do país cerca de 700 mil pessoas.

Ela também deixou o público fascinado com números do volume anterior, Babado Novo, de 2008. A cantora surpreendeu e levou a platéia ao delírio quando interpretou músicas de Zezé Di Camargo e Luciano, Wando (Fogo e paixão), Beijar na Boca e outros hits de ontem e de hoje.

Ainda no camarim, Cláudia Leite conversou com Policarpo, coordenador-geral do Sindjus, e afirmou que se sentia muito feliz em estar mais uma vez Brasília em um momento tão importante para os servidores do Judiciário e do Ministério Público. No palco, entre uma e outra canção, no começo do show, Cláudia fez menção à greve e ao PCCR, saudando os servidores por mais uma conquista de revisão salarial.

Antes da cantora baiana, apresentou-se na Festa do Sindjus o grupo candango Joy Band. Cláudia animou o público por mais de duas horas enquanto lá fora, quem não conseguiu ingressos, permanecia de ouvidos atentos às músicas, protegendo-se da chuva que não impediu a multidão vibrar de felicidade.

🔥22 Total de Visualizações