Mendes se diz “orgulhoso” por ter combatido Estado policial

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Gilmar Mendes, afirmou ontem que se sente “orgulhoso” por ter combatido e denunciado o que chamou de Estado policial. “Onde polícia se torna Poder, democracia não existe”, disse, em discurso na CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil).

Mendes falou que, desde que o STF editou súmula vinculante restringindo uso das algemas, não houve mais a “espetacularização das prisões”. “O Brasil deve isso ao Supremo. Só isso já bastaria para consagrar o STF.”

Pela manhã, o ministro Tarso Genro (Justiça), que hoje deixa a pasta para se dedicar à campanha ao governo do Rio Grande do Sul, havia dito que a Polícia Federal encerrou o ciclo de ações “espetacularizadas” e afirmou que existe no país uma “impunidade generalizada”. Ao citar esse clima, ele falou na necessidade de o Congresso fazer revisão “profunda” do processo penal.

Fonte: Folha de São Paulo

🔥21 Total de Visualizações