Plan-Assiste normaliza atendimento pediátrico em hospitais particulares

Para desespero dos pais do Distrito Federal, em 14 de abril os hospitais privados da cidade deixaram de oferecer a especialidade de pediatria nas emergências, além dos pediatras não atenderem pelos planos de saúde em ambulatórios e consultórios. Isso ocorreu porque, segundo a Associação Médica, a especialidade não é rentável.

O valor do reembolso, garantido pelos planos de saúde, é muito inferior ao valor da consulta particular e os planos de saúde não aceitaram reembolsar o valor integral.

O caos foi instalado, os pais não sabiam a quem recorrer e ainda tinham que arcar com despesas das consultas, mesmo pagando mensalidades dos planos de saúde.

No ano passado o sindicato tentou negociar com o MPDFT para que o plano de saúde fizesse o reembolso integral das consultas pediátricas e, na última quarta-feira (dia 10), o atendimento pediátrico foi normalizado com os credenciados do Plan-Assiste. Somente os Hospitais Santa Lúcia e Santa Helena não se posicionaram em relação à proposta encaminhada pelo plano de saúde.

Segundo a diretora do Sindjus Ana Paula Cusinato, que acompanhou a questão, os servidores estavam assustados e preocupados com a falta de atendimento pediátrico e se sentiram aliviados com o resultado. “Eu mesma tentei encontrar atendimento para o meu filho no final de fevereiro, para solicitar atestado de saúde para a escola e para a natação, e foi quase impossível conseguir.”

🔥19 Total de Visualizações