Falta de negociação atrasa revisão salarial

Na última sexta (dia 9) o coordenador-geral do Sindjus, Roberto Policarpo, reuniu-se com o secretário de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento, Duvanier Paiva Ferreira. Ele também solicitou uma audiência com o secretário executivo do Ministério, que prometeu agendá-la para a próxima semana. Os encontros fazem parte do esforço intensivo do Sindjus para acelerar o processo de negociação que garantirá o orçamento necessário à implementação da revisão salarial dos servidores do Judiciário e do Ministério Público.

Os dois Projetos de Lei já passaram pelo crivo técnico do Ministério do Planejamento, como explicou o secretário Duvanier Ferreira. Ele informou que já realizou toda a checagem relativa aos méritos dos projetos quanto aos valores, à coerência, ao impacto orçamentário etc. “O que falta agora é a decisão quanto aos recursos financeiros”, explica Policarpo. E isso depende de haver um acordo efetivo entre o Judiciário e o Executivo. “Cabe aos chefes dos Judiciário e do Ministério Público essa negociação, junto ao Ministério do
Planejamento e à Casa Civil”, afirmou o coordenador-geral do Sindjus.

Na quinta-feira (dia 8) o Sindicato enviou um ofício a todos os presidentes de tribunais que assinaram o PCCR do Judiciário, cobrando deles mais empenho nas negociações pela aprovação dos Projetos de Lei. Ofício semelhante foi enviado aos chefes do Ministério Público, com igual argumentação. Veja ao lado os principais pontos dos documentos.

🔥14 Total de Visualizações