Milhares de servidores públicos participam de marcha contra PLP 549

Milhares de servidores públicos federais participaram na manhã dessa quinta-feira (15), na Esplanada dos Ministérios, de marcha convocada pela CUT e outras centrais sindicais contra o Projeto de Lei Complementar 549.
Aprovado por unanimidade no Senado, o PLP 549, que congela os salários dos servidores públicos federais por 10 anos e limita a despesa com pessoal a 2,5% da inflação/ano, está hoje na Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados, sob a relatoria do deputado Luiz Carlos Busato (PTB-RS).

Após a marcha, parte dos manifestantes seguiu para ato realizado no auditório Nereu Ramos, na Câmara dos Deputados, onde o deputado Busato informou que seu parecer tende a ser pela rejeição do projeto e fará a apresentação deste no próximo dia 5 de maio. O relator disse ainda que irá buscar junto ao presidente da CTASP, deputado Alex Canziani (PTB/PR) incluir o PLP 549 na pauta da comissão no dia 12 de maio.

Para o diretor do Sindjus, Berilo Leão, presente à marcha e o ato, o resultado do movimento é uma vitória para os servidores públicos, mas a categoria deve se manter atenta. “Acredito que conquistamos uma vitória ontem, porque teríamos muitas perdas com o PLP 549, como, por exemplo, o congelamento dos salários. Mas a declaração do relator de rejeitar o PLP ainda não é suficiente, temos que estar atentos e conseguir junto à todos os parlamentares a rejeição do PLP 549”, explica.

A diretora do Sindjus Ana Paula Cusinato, que também participou da marcha e do ato, afirmou que “o PLP 549 precisa ser derrotado na Comissão de Trabalho da Câmara dos Deputados, visto ser um retrocesso para o trabalho que vem sendo feito de recuperação do Estado, com a valorização do servidor público”.
Participaram ainda do ato o diretor do Sindjus Jailton Mangueira Assis e o delegado sindical e diretor da Fenajufe Jean Loiola. Além de outros diretores da Federação.

🔥13 Total de Visualizações