Greve: Sindjus instala piquetes às 6h da manhã

Hoje (dia 26) é o primeiro dia de greve do Judiciário e do MPU, em Brasília. Ontem mil e quinhentos servidores votaram, por unanimidade, para o inicio da greve por tempo indeterminado. O grito de “PCCR Já!” ecoou por toda a Praça dos Tribunais. Após a decisão do inicio da greve, os servidores se reuniram e definiram como seria o primeiro dia de mobilização nos órgãos.

Às 6h30 o diretor do Sindjus, Berilo Leão já estava em frente a portaria do prédio da Administração do STJ para conversar com os primeiros servidores que chegaram ao local de trabalho. “Estamos com um número expressivo de servidores que aderiram ao movimento, o carro de som está aqui, a tenda já foi montada e a nossa concentração está firme. Esperamos mobilizar mais servidores”, explica Berilo.

No TST, a mobilização ainda está fase de construção, para o diretor do Sindjus, Newton Brum, os servidores do tribunal devem se conscientizar sobre a importância do movimento e aderir a greve. “O número de servidores no piquete ainda não corresponde ao tradicional número de servidores que sempre nos acompanham. Mas pretendemos mobilizar mais servidores para construirmos um movimento forte”, ressalta.

No TRT, a adesão está começando, o diretor do Sindjus, Cledo de Oliveira diz estar animado. “Estamos colando os cartazes e nossa intenção é de conscientizar os servidores. Vamos passar em todas as salas para explicarmos sobre a greve”, afirma.

Os servidores do TSE compareceram ontem a assembleia do Sindjus e se mostraram engajados ao movimento. “Já colocamos o carro de som e estamos aguardando a chegada dos servidores, geralmente, após às 12h. Ontem, percebi que os servidores estão engajados ao movimento e irão aderir a greve”, reforça o diretor do Sindjus Antônio Silva.

🔥35 Total de Visualizações