Categoria pressiona CFT para aprovação do PL 6697

Hoje (dia 16) a diretora do Sindjus Ana Paula Cusinato e servidores do Ministério Público estiveram na reunião da Comissão de Finanças e Tributação (CFT), na Câmara dos Deputados, para pedir respostas dos parlamentares sobre o PL 6697/09, plano de carreira do MPU. O projeto de lei está parado nesta Comissão há um mês e dez dias, por isso os servidores foram hoje, com placas, faixas e adesivos pedir a urgência na votação do projeto e ainda explicações dos parlamentares sobre o porquê de tanta demora.

Em resposta aos servidores, o presidente da CFT, deputado Pepe Vargas (PT/RS), disse que irá, junto com o deputado João Dado (PDT/SP) que levantou a discussão, conversar com o relator do PL 6697/09, deputado Aelton Freitas (PR/MG), e questioná-lo sobre a não apresentação do relatório. Pepe Vargas afirmou que pretende verificar as dificuldades em relação ao projeto de lei e buscar resolver os problemas para que este seja apreciado pela CFT o mais rápido possível.

Ainda durante a manhã desta quarta-feira, após a reunião deliberativa da CFT, uma comissão formada por servidores do Ministério Púbico foi ao gabinete do relator para conversar sobre a tramitação do projeto de lei e pedir urgência na apresentação do relatório.

O relator disse à comissão que não apresentou o relatório porque não houve negociação com o governo e esta não depende dele e sim da intervenção do procurador-geral da República junto ao Executivo. Essa questão prejudica a apresentação do relatório segundo o relator, que reforçou que não apresentará o relatório sem o aval do Executivo.

“Neste momento, os servidores e servidoras do Ministério Público no DF precisam reforçar a greve, participar dos atos, porque precisamos mostrar ao procurador-geral e ao governo nossa disposição de luta para aprovar o PCCR. Para isso, precisamos ter determinação e unidade.”

🔥13 Total de Visualizações