Coordenador do Sindjus cobra definição do STF sobre Plano de Carreira

Diante das recentes noticias divulgadas na imprensa nacional sobre o Plano de Carreira dos Servidores do Judiciário, o coordenador geral do Sindjus, Roberto Policarpo, se reuniu nesta quinta-feira (04), com o diretor-geral do Supremo Tribunal Federal, Alcides Diniz. O coordenador foi cobrar o cumprimento do acordo feito pelo ministro Cezar Peluso, Presidente do STF, com o Presidente Lula de definirem as questões do plano logo que acabassem as eleições. Policarpo solicitou ao diretor do Supremo que fosse marcada, o mais rápido possível uma audiência com o ministro Peluso e com o Presidente Lula para cobrar a aprovação do PL 6613/2009.

O ministro Peluso já havia dito, em outras declarações, que existe um compromisso do presidente da República de encaminhar a aprovação do projeto junto ao legislativo a partir da finalização das eleições.

Peluso viajará na próxima sexta-feira (05) e a previsão é de que o ministro Ayres Britto, vice-presidente do STF, e o ministro Ricardo Lewandowski, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), fiquem responsáveis pelo Plano de Carreira, garantindo a agilidade na definição do assunto. “Não podemos esperar mais 15 dias para começar a agir. Existe um compromisso e ele tem que ser cumprido”, insistiu Policarpo. Alcides Diniz garantiu que conversaria com o Presidente no intervalo da Sessão de hoje e levaria as preocupações de Policarpo.

O coordenador do Sindjus pediu ao diretor-geral do STF que solicitasse ao ministro um contato pessoalmente antes da viagem dando algum posicionamento sobre a situação do plano e reforçou a importância dessa definição acontecer com brevidade. “Não podemos deixar para Dilma a decisão da aprovação. Temos que cobrar do Lula, pois é dele o compromisso. Nosso plano tem que ser aprovado e nós não podemos aceitar mais alterações, principalmente redução dos valores propostos”, disse Policarpo que solicitou formalmente, por meio de ofício, a realização de uma audiência com o Presidente do STF para intensificar a cobrança da aprovação do plano.

🔥17 Total de Visualizações