Ato no STF mostra que categoria exige o cumprimento do acordo

Nem a chuva impediu os servidores do judiciário e do MPU de mostrarem ao ministro Peluso e ao presidente Lula que eles querem a aprovação do reajuste salarial o mais rápido possível. Com gritos de “Trabalhadores na rua, Lula a culpa é sua” centenas de servidores levantaram as bandeiras no Ato em frente ao Supremo Tribunal Federal, nesta quarta-feira (24), para pressionar a aprovação dos PL’s 6613/2009 e 6679/2009.

Durante a manifestação o coordenador-geral do sindicato, Roberto Policarpo, se reuniu com o diretor-geral do STF, Alcides Diniz, e para esta quinta-feira (25) está prevista uma reunião com o ministro Peluso. “Nós vamos buscar esse acordo. Vamos aprovar o reajuste até o fim do ano. Depois dessa reunião de amanhã nós vamos reunir a categoria e definir os novos rumos que vamos tomar”, informou Policarpo que parabenizou a todos que se fizeram presentes no ato organizado pelo Sindjus.

Alex Dantas, servidor do TJDFT, aprovou a realização do ato. “A gente não pode ficar sem aumento, Hoje eu vi que a categoria participou ativamente mostrando que não aceita mais essa defasagem salarial com os outros servidores. Agora é a vez do Peluso fazer essa mediação com o Lula e representar o judiciário”, disse. “A harmonia de todos os poderes está nas mãos do presidente do Supremo”, complementou Joaquim Silveira, servidor do STJ.

O ato também contou com a presença de servidores de outros estados brasileiros, mostrando que essa é uma luta nacional. “O judiciário precisa de servidores fortes e com a defasagem salarial que existe hoje, perdemos gente boa e competente para outras carreiras mais atrativas”, disse Marisa Castanheiro do TRT da Paraíba.

Agora a categoria espera que o presidente do Supremo tome uma posição e defina suas ações na reunião desta quinta-feira.

🔥25 Total de Visualizações