Reajuste de parlamentares e presidente demonstra possibilidade de aprovação do PCCR

Enquanto o governo se recusa a negociar um reajuste salarial de 56% para os servidores do judiciário e ministério público, o Congresso Nacional aprovou esta semana o aumento salarial dos parlamentares, do presidente, do vice e dos ministros de Estado. Em menos de 10 minutos de discussão e com uma votação simbólica a matéria foi aprovada nesta quarta-feira (15) na Câmara dos Deputados com 279 votos favoráveis, 35 contra e 3 abstenções.

Os vencimentos dos deputados e senadores terão um reajuste de 61,8%. Atualmente eles recebem R$ 16,5 mil e passarão, a partir de 1º de fevereiro de 2011, para R$ 26,7 mil. O valor é o mesmo que é pago, atualmente, aos ministros do Supremo Tribunal Federal.
No caso do presidente da República e do vice, o aumento será de 133%, passando dos atuais 11,4 mil para os R$ 26,7 mil. Os ministros de Estado foram agraciados com um
aumento de 149%.

Com essa aprovação cai por terra o discurso de que um aumento para os servidores do judiciário e do ministério público é delirante e inviável, tendo em vista que os percentuais aplicados pelo Congresso para os governantes do nosso país. Por isso, a diretoria do Sindjus continuará pressionando os parlamentares para incluírem os planos de carreira na Sessão Plenária da próxima semana. Participe!

🔥10 Total de Visualizações