Começou, oficialmente, 2011

O ano legislativo começou hoje com a posse dos deputados e senadores eleitos e as badaladas eleições dos presidentes da Câmara e do Senado. Essa data poderia ser bastante significativa para os servidores do Judiciário e do MPU que aguardam a aprovação de seus projetos de lei. Mas a grande verdade é que não está naquelas casas o poder de aprová-los.

Durante o trabalho feito pela categoria junto aos deputados no final do ano passado, restou claro que eles estavam prontos para votar os projetos, desde que tivessem o aval do Executivo. Esse aval depende de tratativas a serem feitas entre o Judiciário e o governo e entre o MPU e o governo. Tratativas que deveriam ter sido finalizadas logo depois das eleições, conforme garantiu o presidente do STF, ministro César Peluso.

O Ano Judiciário também começou hoje em cerimônia no Supremo Tribunal Federal, que contou com a presença da presidenta da República Dilma Rousseff, do procurador-geral da República Roberto Gurgel e outras autoridades. A expectativa era de que pelo menos uma agenda para tratar do tema fosse marcada entre os poderes. Mas, até agora, nenhuma novidade.

O ano de 2011 começou hoje. O calendário da categoria também.

A direção da Fenajufe reuniu-se e aprovou a estratégia: mobilização. O Sindjus submeterá ao Conselho de Delegados Sindicais, na próxima sexta-feira, um calendário intenso de mobilização para fevereiro e março.

🔥9 Total de Visualizações