Servidores sentem-se encorajados a lutar após visita dos diretores

A cada órgão do judiciário e do MPU visitados pelos diretores do Sindjus fica claro que os servidores não estão dispostos a desistir do plano de carreira. Os encontros definidos durante a última reunião de delegados sindicais têm dado a oportunidade de esclarecer dúvidas e estreitar relações dos servidores com o sindicato preparando a categoria para uma grande mobilização em 2011.

Geuzilene da Silva, técnica do Fórum do Gama visitado nesta quinta-feira (10), se sentiu revigorada após conversar pessoalmente com os diretores para começar as batalhas deste ano. “Essa visita me animou. Depois do corte de 50 bilhões no orçamento todo servidor público ficou assustado. Ficamos psicologicamente enfraquecidos e precisávamos que fosse feito algo que mexesse com a gente e que fizesse a categoria dizer que vai a luta”, disse a servidora que espera que sejam criadas, o mais breve possível, atividades que reúnam a categoria não só para falar sobre greve e mobilização, mas para pressionar as autoridades competentes, principalmente o ministro Peluso “Ele precisa entender que a justiça é composta pelos magistrados e pelos servidores, é um conjunto. Temos que dar as mãos e lutar para melhorar nosso salário”, delcarou.

O corte orçamental anunciado esta semana se mostrou uma preocupação não só de Geuzilene, mas uma constante entre os servidores. “Esse encontro nos trouxe informações mais clara da tramitação do nosso PL. Eu mesmo queria saber como esse corte orçamental afetaria nosso projeto. Estamos nessa ansiedade, nessa expectativa de aprovação há mais de quatro anos e aguardamos essa resolução, que infelizmente depende de muita movimentação da categoria, muito desgaste, mas a gente tem muita fé que isso vá se resolver”, disse Marcelo Ribeiro, analista do Fórum do Gama.

A diretoria também destacou o trabalho que tiveram em dezembro para incluir na proposta orçamentária um texto que garantisse o PCCR e o risco que todos corremos na última quarta quando o governo ameaçou vetar a emenda. Falaram também do papel do nosso agora deputado Policarpo para afastar a ameaça. “A atuação de Policarpo junto ao governo foi decisiva para manter a emenda que autoriza o Executivo a abrir crédito suplementar para a revisão salarial da nossa categoria, caso os PLs 6613 e 6697/09 sejam aprovados” falava Sheila em cada sala por onde passou. Portanto, podemos continuar mobilizados e confiantes em relação a aprovação dos nossos reajutes.

Na Promotoria de Santa Maria, que também foi visitada nesta quinta-feira, as preocupações dos servidores do Ministério Público parecem ser ainda mais graves, pois eles estão se sentindo abandonados por quem tem a obrigação institucional de levar ao executivo o reajuste da categoria. “Não concordo com essa passividade do Gurgel. Esperaria que ele agisse como nosso representante e que nós não ficássemos totalmente atrelados com o judiciário. Infelizmente parece que só podemos esperar alguma coisa do Peluso, então pressão nele. Espero que este ano ele realmente cumpra o que disse ter acordado e aprove nosso plano”, disse a analista Débora Sales.

Carlos Gustavo Soares, que é técnico administrativo na mesma promotoria, lembrou que não basta apenas os líderes do judiciário e do MPU se unirem pela aprovação do PCCR, mas toda a categoria. “Aprovar um reajuste salarial é muito difícil e exige muita articulação. Principalmente no caso dos servidores públicos, porque a imprensa bate muito encima do nosso salário. Por isso, mais do que nunca a categoria tem que se unir”, conclamou.

Até o mês de março os diretores continuarão visitando os servidores em seus locais de trabalho, uma atividade que já se mostrou eficaz para resgatar o animo da categoria. “Faltava esse momento, afinal de contas a gente não conseguiu aprovar plenamente nosso plano. A presença dos diretores esclarecendo as dúvidas dos servidores e mostrando o cenário geral que a gente se encontra nos ajuda a seguir firmes na busca pela aprovação do plano”, disse Arlon de Azevedo, analista do fórum de Santa Maria, outro órgão visitado na quinta-feira.

🔥11 Total de Visualizações