Jornal de Brasília: Tomada do Congresso

A mobilização de funcionários públicos de várias categorias deve se intensificar na próxima semana, com a realização de atos de protesto de servidores dos poderes Executivo e Legislativo. Dois destes eventos estão marcados para a próxima quarta-feira, quando cerca de mil dirigentes sindicais de todo o País devem ocupar o Congresso Nacional, em manifestação organizada pela CUT. Serão realizadas reuniões com parlamentares do Senado e da Câmara. A CUT também entregará, aos Três Poderes, documento com reivindicações dos trabalhadores. Entre elas, a regulamentação da Convenção 151, que normatiza relações de trabalho na administração pública e prevê garantia do direito de greve; e a retirada da pauta do Congresso do PLP 549/09, que, entre outras medidas, congela salários dos servidores. No mesmo dia servidores do Judiciário e do MPU fazem concentração, às 15h, na Procuradoria-Geral da República, de onde seguem, em caminhada, ao Palácio do Planalto. O ato será encerrado com manifestação em frente ao Supremo Tribunal Federal (STF).

INSATISFAÇÃO GARANTIDA

A ideia é fazer com que o ministro Cesar Peluso, presidente do STF, e o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, assumam a negociação, junto ao Executivo e ao Legislativo, dos PLs 6613 e 6697, que tratam do reajuste do Judiciário e do MPU. Nesta semana, o Sindjus encerrou ciclo de visitas aos 35 locais de trabalho da categoria. Para o sindicato, a insatisfação é generalizada.

Fonte: Jornal de Brasília

🔥12 Total de Visualizações