Sindjus participa de reunião ampliada da Fenajufe

O Sindjus participou da reunião ampliada da Fenajufe, realizada no último sábado, em Brasília, que definiu o calendário de luta para aprovação dos planos de carreira do Judiciário e do MPU. As discussões giraram em torno da importância de mostrar que a hora agora é a de união de todos os servidores, traçando estratégias de mobilização para garantir a aprovação dos planos de carreira.

“Em sua intervenção, o sindicato expôs a insatisfação da categoria diante da inércia do presidente Cezar Peluso e do procurador Roberto Gurgel. Como não há mais clima para adiamentos, precisamos criar condições, em plano nacional, de ir à luta”, afirmou o coordenador-geral do Sindjus, Berilo Leão. O sindicato participou do encontro com 21 delegados e apresentou um calendário de paralisações e mobilizações, começando pelo ato desta terça, dia 23, passando por uma paralisação de 48 horas nos dias 13 e 14 de abril e pela assembleia com indicativo de greve no dia 28 de abril.

“Apresentamos esse calendário baseado nas 35 visitas que fizemos em vários locais de trabalho do Judiciário e no MPU. Há um sentimento muito forte de adesão a uma greve imediata. Porém, como precisamos fazer uma greve forte, com ampla participação, tivemos, para não fazer um movimento isolado, de ceder um pouco e construir um calendário conjunto que permitisse a outros estados incorporarem o movimento”, afirmou Sheila Tinoco.

Pelo calendário aprovado pelos sindicatos de todo país haverá uma nova rodada de assembléias durante o mês de abril, com indicativo de greve por tempo indeterminado a partir do dia 3 de maio. Fique atento ao calendário de mobilização em nosso site e em nossos informativos.

🔥20 Total de Visualizações