PCCR: Servidores tomam o Palácio da Justiça!

Nesta quarta-feira (23), centenas de servidores do Judiciário e do MPU mostraram que chegaram ao limite da espera pelo plano de carreira. A concentração ocorreu na Procuradoria-Geral da República, onde os manifestantes gritaram ao PGR “Gurgel, cadê você? Cadê nosso PCCR que ninguém vê?”

Ao seguir em passeata para o STF, os servidores foram surpreendidos pela determinação da administração de fechar a passagem para a Praça dos Três Poderes. Se a ideia era arrefecer os ânimos, a atitude da administração teve efeito contrário. Foi nesse momento que os servidores passaram a gritar ainda mais forte palavras de ordem: “Peluso, não dá mais pra esperar. PL 6613/09 já!”; Peluso, cadê você? E o acordo que ninguém vê? Depois de muita negociação, entre a direção, o deputado Policarpo e a administração, conseguiu-se liberar o acesso aos servidores.

Os ministros estavam todos reunidos para votação da Ficha Limpa quando, por alguns minutos, os servidores roubaram a cena. Os manifestantes chamaram a atenção da imprensa e de todos que passavam pelo local. Enquanto a categoria manifestava sua insatisfação com a inércia do Poder Judiciário na luta pelo PCCR, os diretores do Sindjus e da Fenajufe, acompanhados do deputado federal Policarpo, reuniram-se com o diretor-geral do STF, Alcides Diniz.

O deputado Policarpo pediu que o STF intensificasse a atuação em defesa dos servidores. Disse que a economia está em crescimento e que as medidas de austeridade orçamentária deverão dar lugar à retomada do crescimento. “Para que nosso plano seja aprovado todos precisam assumir seus papéis. Eu, como representante da categoria no Congresso, já assumi as negociações no âmbito daquela casa. Os servidores estão cumprindo o que se espera deles, promovendo a mobilização. Agora, o papel do Judiciário deve ser integralmente assumido” disse Policarpo.

Alcides garantiu que, a partir do próximo mês, as negociações vão andar. “Já pedi que fizessem um histórico da situação dos servidores do Judiciário e um mapeamento de para onde estão indo nossos servidores e quero mostrar pessoalmente a Miriam Belchior” informou o diretor. “A ministra terá que fazer uma previsão para o orçamento e é importante que ela saiba que, caso não tome alguma atitude, o Judiciário vai fechar. Todos os dias perdemos servidores para o Executivo e o Legislativo. Não dá para continuar assim”, afirmou o diretor-geral.

O coordenador-geral do Sindjus, Berilo Leão, saiu da reunião e passou os informes para os servidores que estavam no ato e lembrou que hoje foi a retomada em grande estilo da mobilização pela aprovação do PCCR. A categoria respondeu ao chamado do sindicato e nas próximas semanas iremos a cada tribunal e ao MP pedir a cada administração que não fuja à responsabilidade de lutar por seus servidores.

🔥11 Total de Visualizações