Lançamento: Bastidores bem-humorados

Afonso Oliveira de Almeida, graduado em letras e especializado em políticas públicas, deve caminhar pelos corredores da sede do poder com olhar cuidadoso atento às peculiaridades que só Brasilia tem.. No livro O bruocrata e o presidente: crônicas do governo Lu1a (Geração Editorial), o funcionário de carreira do Ministério do Planejamento levou para o terreno da ficção as peculiaridades da gestão do presidente que liderou o país durante oito anos, incensado por pesquisas de opinião e pelo reconhecimento de estadistas de várias partes do mundo. “Eu aproveito os símbolos, a autoridade de Lula e construo imagens e situações, algumas críveis. Em momento algum, o livro deixa de ser ficção”, anuncia o autor baiano, 50 anos. A obra tem a bênção dos grandes: ilustração de Ziraldo na capa e texto elogioso de Luis Ferrnando Veríssimo na contracapa.

“Abordo as relações de autoridade e a burocracia. Algumas situações são até muito próximas de fatos contados pelo próprio presidente. A figura do Lula é essa, de bom humor, de paixão pelo futebol. Faço várias metáforas com futebol’ explica.

O escritor também não deixou de fora José de Alencar, que faleceu ontem. A segunda crônica, Cerveja Preta, narra um episódio curioso da trajetória do ex-vice-presidente, “E uma espécie de homenagem. Ele comenta na crônica urna coisa que até vivi pessoalmente com ele. Diz que, mesmo com o câncer, queria tomar cerveja preta, num evento. Foi uma figura extremamente bem-humorada”, diz.

🔥15 Total de Visualizações