Apresentar o relatório sem negociação? Isso é sem noção!

Recentemente, fui procurado por um servidor que queria que nós pressionássemos o deputado Policarpo a apresentar o relatório do PL 6613 sem que a negociação tivesse sido completada. Expliquei que Policarpo conhece profundamente o assunto e teve a experiência na redação dos planos de carreira anteriores. Para ele, duas horas seriam suficientes para apresentar esse relatório. Entretanto, para a nossa categoria isso seria um desastre.

O trabalho da Comissão de Finanças e Tributação é avaliar a adequação orçamentária dos projetos de lei. Como Policarpo poderia convencer os seus pares, membros da Comissão, de que há adequação orçamentária se não houve negociação?

Sem negociação o relatório será imediatamente rejeitado pela comissão. Não queremos que nosso projeto seja rejeitado, reformulado ou esquecido. Não podemos perder mais tempo discutindo o que já está mais do que comprovado: precisamos de uma revisão salarial urgente. E qualquer passo em falso na Comissão de Finanças pode adiar ainda mais a aprovação do PL 6613.

Não é hora de arriscar, mas de agir para ganhar.

Berilo Leão

Coordenador-geral do Sindjus

🔥9 Total de Visualizações