Diário da greve: Todos à vigília hoje (31) no TSE

A partir das 17h desta terça-feira (31), os servidores do Judiciário e do MPU tem um compromisso em comum pela aprovação da nossa revisão salarial: uma vigília em frente ao TSE. Vamos adentrar a noite e marcar presença com velas, faixas e apitos.

Isso porque o Tribunal Superior Eleitoral, além de ser um espaço histórico no que diz respeito ao diálogo entre as administrações, vai realizar hoje uma sessão importante com participação de ministros de outros tribunais, como STJ, e membros do Ministério Público. Está previsto também para as 18h30 de hoje, no Gabinete da Presidência, a posse do mais novo ministro substituto da Corte, o ministro do STF Luiz Fux.

É válido lembrar que o presidente do TSE, ministro Ricardo Lewandowski, foi o fiador do acordo realizado entre o então presidente Lula e o presidente Peluso. Na época, no início do segundo semestre de 2010, preocupado com o processo eleitoral, Lewandowski participou ativamente da negociação que, teoricamente, construiu a aprovação do nosso projeto logo após o término do processo eleitoral.

Confiamos no ministro Lewandowski, que na época procurou até mesmo o presidente da Câmara para tratar pessoalmente do nosso projeto. Mas o presidente do TSE não mostrou o mesmo empenho após as eleições. O acordo foi esquecido e, até agora, ele não foi concretizado. Essa vigília é para cobrar Lewandowski do compromisso que assumiu conosco. Um compromisso que precisa honrar.

Alguém que integre a cúpula do Judiciário, precisa fazer a negociação acontecer. Em outras edições do nosso plano o TSE assumiu essa missão. É o que vamos dizer para Ricardo Lewandowski.

Sendo assim, contamos com a sua presença nesta vigília.

🔥9 Total de Visualizações