PL 6697: PGR garante que falará com relator e com o Peluso

Na manhã da útlima sexta-feira (17), o procurador-geral da República (PGR), Roberto Gurgel, recebeu representantes de entidades sindicais, dentre elas o Sindjus e a Fenajufe, para discutir questões relacionadas ao PL 6697. Após 31 dias de greve, esta foi a primeira vez que o procurador recebeu os dirigentes sindicais para falar sobre a aprovação do projeto.

A coordenadora-geral do Sindjus, Ana Paula Cusinato, abriu a reunião dizendo que os servidores estavam lá para ouvir do PGR como andavam as negociações pela aprovação do reajuste dos servidores do Ministério Público. A coordenadora também informou da resolução tomada pela categoria de lutar pela a equiparação de seus salários aos das categorias análogas, sem que fossem retirados os direitos conquistados.

Gurgel relatou as conversas que teve com o ministro Cezar Peluso acerca da aprovação dos dois projetos, PLs 6613 e 6697. Disse que na avaliação deles não há chance de implementar o reajuste neste ano, uma vez que o governo está segurando a economia e os reajustes de forma geral.

Ana Paula relatou ao procurador a reunião que teve com o relator do PL 6697, deputado Aelton Freitas. Pediu que Gurgel desse a sinalização necessária para que o deputado apresentasse seu relatório.

A coordenadora alertou ainda para a inclusão do reajuste na previsão orçamentária.

Gurgel informou que está garantida a inclusão do reajuste na proposta orçamentária do MPU para 2012, como aconteceu em 2011, e que a administração trabalhará para sua manutenção no Executivo e Legislativo.

Para a coordenadora-geral do Sindjus o encontro foi positivo. “Até agora não havia nenhuma ação concreta por parte do PGR. Agora ele se comprometeu com três ações importantes: incluir na previsão orçamentária, falar com o deputado Aelton Freitas e com o ministro Peluso. Também garantiu que nosso projeto não ficará para trás”, informou.

Roberto Gurgel deixou pré-agendada uma próxima reunião para daqui a até 10 dias.

🔥23 Total de Visualizações