Servidores do MPU exigem resposta sobre o PL 6697

Desde o dia 18 de maio os servidores do MPU no DF estão em greve, buscando o desenrolar de um projeto que aguarda a atuação do procurador-geral da República desde 2009.

Até o momento está bem claro que não existe negociação com governo e proposta concreta da administração do MPU para a efetiva aprovação do reajuste dos servidores.

O Sindjus solicitou ontem (27), por meio de ofício, nova reunião com o secretário-geral do MPU, para tratar sobre a aprovação do PL 6697/2009.

“A orientação do Sindjus, que mantém a greve por tempo indeterminado no Judiciário e Ministério Público, é que os servidores atuem concretamente neste momento para que o relatório do PL 6697, sob a responsabilidade do deputado Aelton Freitas, seja apresentado e votado na Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados”, reforça a coordenadora-geral do Sindjus, Ana Paula Cusinato.

Inclusive foi esse o compromisso assumido pelo procurador-geral Gurgel em reunião no último dia 17, de solicitar que Aelton Freitas apresente o relatório e trabalhe pela sua aprovação.

Hoje é o 42º dia de greve no DF. Para quem lutou tanto, agora é hora de exigir fatos concretos, e a vitória.

🔥31 Total de Visualizações