Coordenadora do Sindjus visita fóruns do Paranoá e de Samambaia

A coordenadora Sheila Tinoco tem cumprido nos últimos dias um calendário de visitas aos fóruns de diversas cidades do Distrito Federal, mantendo contato direito com servidores do TJDF. Na última segunda-feira (11/7), ao lado do delegado sindical Henrique Cavalcante, visitou o Fórum do Paranoá. Na terça-feira (12/7), foi a vez do Fórum de Samambaia receber a dirigente sindical.

Essas visitas têm o objetivo de tirar as dúvidas dos servidores sobre o processo de aprovação do PL 6613/2009 e preparar a categoria para as mobilizações de agosto, já que no próximo dia 3 será realizado um grande ato em prol da aprovação do nosso projeto e a greve, que foi suspensa em razão do recesso parlamentar, dependendo da conjuntura, pode ser retomada com força total.

Em linhas gerais, Sheila explicou o trabalho que vem realizando nos fóruns. “É importante esclarecer aos servidores durante essas visitas não só a atuação do sindicato até então, como salientar que precisamos nos manter unidos pressionando o Judiciário para que ele cumpra o compromisso de incluir, em agosto, o PL 6613 na LOA. Os servidores também têm perguntado sobre como fica o nosso trabalho em relação à Comissão de Finanças e Tributação. Mesmo durante esse período de recesso, vamos continuar pressionando os parlamentares no intuito de que eles cumpram a promessa de negociar a aprovação do nosso plano junto ao Executivo e ao Judiciário”.

O delegado sindical do Fórum do Paranoá, Henrique Cavalcante, garantiu que muitas pessoas que se mostravam críticas à condução feita pelo Sindjus e pelo deputado Policarpo ficaram satisfeitas com essa atividade, compreendendo a estratégia adotada pelo sindicato e a necessidade da base contar com um parlamentar no Congresso Nacional. “O corpo a corpo foi muito importante para acabar com uma série de boatos que rondavam o futuro do nosso plano, trazendo clareza e segurança aos servidores”, afirmou.

Henrique destacou que agora, mais do que nunca, os servidores sabem do prazo dado pelo STF para incluir nosso projeto na LOA (15/8) e que até o dia 31 de agosto devem manter atenção redobrada para evitar que o governo manobre para prejudicar nosso plano. “Depois da visita de Sheila, os servidores ficaram cientes de que o Executivo não tem autonomia para mexer na previsão orçamentária do Judiciário, bem como dos detalhes do ofício encaminhado por Cezar Peluso à CFT”, explicou.

Essa atividade tem sido feita de sala em sala, visando alcançar o maior número de servidores possível. Como vivemos uma época de recesso, em que muitos servidores aproveitam para tirar suas férias, há necessidade de ir a cada local de trabalho, fazendo um corpo a corpo bastante minucioso e caloroso. “Precisamos dar a oportunidade de que cada servidor faça sua crítica, esclareça suas dúvidas e tenha conhecimento dos nossos próximos passos. Nos locais por onde passei, até o momento, notei que a categoria está disposta a lutar até o fim pela aprovação deste plano”, comentou Sheila.

🔥18 Total de Visualizações