Ministro Ricardo Lewandowski passa a integrar a 2ª Turma

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) iniciou seus trabalhos, nessa terça-feira (23), com a presença do ministro Ricardo Lewandowski, que passou a integrá-la no lugar da ministra Ellen Gracie, aposentada no início do mês.

A Turma, presidida pelo ministro Ayres Britto, é integrada também pelos ministros Gilmar Mendes, Celso de Mello e Joaquim Barbosa, este atualmente em licença médica.

Após a saudação do novo integrante pelo presidente da Turma, o decano do STF, ministro Celso de Mello, em nome dos demais membros do colegiado, registrou a importância da participação do ministro Ricardo Lewandowski nos trabalhos da Corte.

Ele salientou a formação acadêmica do ministro Ricardo Lewandowski, que é professor da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, no Largo do São Francisco, na capital paulista, observando que este fato “por si só já fala e justifica a presença dele como ministro do STF“.

Segundo o ministro Celso de Mello, a atuação do ministro Ricardo Lewandowski na Suprema Corte vem-se pautando “por votos sólidos, consistentes e densamente fundamentados”.

Eleições

O decano destacou, também, a atuação do ministro Lewandowski nas eleições presidenciais do ano passado, como presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE): “timoneiro muito firme e competente a dirigir as eleições, fazendo com que o processo eleitoral transcorresse com normalidade, o que apenas confere e intensifica o aumento do coeficiente de legitimidade que tem caracterizado o processo eleitoral brasileiro”.

Ao agradecer as saudações do presidente da Turma e do ministro Celso de Mello, o ministro Ricardo Lewandowski disse que há muito tempo vinha pensando em integrar a Segunda Turma, “tendo em conta a excelência dos seus trabalhos, a profundidade de seus debates e a solidez da jurisprudência que promana desta Turma”.

“Tenho certeza de que me integrarei perfeitamente aos trabalhos da turma, sobretudo porque guardo relações de amizade e companheirismo com todos os seus integrantes”, afirmou ainda o ministro Lewandowski.

Por fim, ele se comprometeu a dar o melhor de si mesmo “para o sucesso e pleno êxito dos trabalhos da Segunda Turma”.

Fonte: STF

🔥11 Total de Visualizações