Diário do Pará: Governo federal prevê 54.724 novas vagas em 2012

O Ministério do Planejamento informou que prevê, para 2012, a abertura de 54.724 vagas no poder Executivo federal. O número é pouco mais de 100% maior do que o previsto para 2011 (de 27 mil).

Segundo a secretária-adjunta do Ministério do Planejamento, Catarina Moreira, entretanto, a previsão não implica o preenchimento efetivo das vagas. Prova disso é que este ano, por exemplo, somente dez mil servidores ocuparam os 27 mil postos previstos no Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) de 2011. O PLOA 2012 está tramitando no Congresso e deve ser aprovado até o início do ano que vem, de acordo com Catarina. “É comum que a previsão orçamentária seja diferente da execução. Mas vamos honrar os concursos já aprovados e vigentes, preenchendo as vagas, conforme a validade. Foi assim este ano e será assim em 2012”, diz.

Apesar do aperto nas contas do governo, essa é a maior previsão de contratação desde 2001. O PLOA 2012 prevê também a criação de 137 mil cargos novos na esfera federal. No entanto, Catarina ressalta que é incerto se vão se tornar lei: “Só este ano, foram enviados ao Congresso sete projetos de lei prevendo a criação de novos cargos. Nós fazemos a previsão, mas não há como saber se vão se tornar lei. Alguns projetos estão tramitando desde 2004”.

Referindo-se à portaria editada em março, pela ministra do Planejamento, Miriam Belchior, suspendendo as nomeações para o serviço público federal de aprovados em concurso e vetando a abertura de novas seleções para este ano, a secretária afirma que a atitude de cautela quanto à instabilidade econômica do cenário internacional continuará existindo. “Nossas prioridades, em termos de vagas, são as áreas de educação e saúde, os planos do governo federal, como o de erradicação da miséria, além da segurança pública, devido aos grandes eventos internacionais que vão ocorrer no país, como a Copa do Mundo”, explica.

🔥9 Total de Visualizações