STF precisa ir à CMO


Depois de conversarem na última terça-feira (1º) com o relator
setorial do
Judiciário na CMO, senador Inácio Arruda, os coordenadores gerais
do
Sindjus Berilo Leão e Cledo Vieira reuniram-se, na tarde de ontem
(3), com o
secretário de Recursos Humanos do Supremo Tribunal Federal, Amarildo
Oliveira, com objetivo de viabilizar o PL 6613/09 na Comissão Mista
de
Orçamento.

A preocupação do senador Inácio Arruda no sentido do Judiciário
defender
uma emenda viável (foram apresentadas cerca de 30 emendas ao
relatório
preliminar versando sobre o PL 6613) foi passada pelos coordenadores
para
Amarildo. Outro ponto abordado foi em relação ao prazo, uma vez que
essas
emendas devem ser votadas nas próximas terça (8) e quarta-feira (9).

Segundo Cledo, o momento agora é de pressão: “Não temos tempo a
perder. O
STF precisa entrar em campo e defender junto aos membros da CMO a
aprovação
de uma emenda que contemple os interesses dos servidores. O
presidente
Peluso, que afirmou em várias oportunidades ser favorável ao
reajuste
salarial dos servidores, inclusive defendendo o parcelamento em seis
vezes
com o pagamento da primeira parcela em 2012, precisa adotar uma
emenda que
contemple isso e colocar o pé na parede para que ela seja
viabilizada”.

Amarildo se comprometeu a falar com o diretor-geral, Alcides Diniz,
para que
essa preocupação seja levada o mais rápido possível ao presidente
Peluso. A
expectativa é que ele converse com o relator-geral da LOA-2012,
deputado
Arlindo Chinaglia, antes das emendas serem colocadas em votação.

🔥13 Total de Visualizações