Servidores se movimentam em prol da aprovação do PL 6613

Na última sexta-feira (11), os servidores do TRT-10 se reuniram em assembelia setorial promovida pelo Sindjus para discutir o futuro da mobilização pela aprovação do PL 6613/09. Os presentes entenderam que somente uma greve seria capaz de responder à altura o tratamento que nossa categoria vem recebendo por parte dos três poderes no que diz respeito à matéria que trata do nosso reajuste salarial.

No entanto, assim como aconteceu nas assembleias anteriores (STF e JF/TRF), os servidores foram bastante realistas ao afirmar que não há clima para deflagrar uma greve nesse momento. Isto é, a greve, embora necessária, ainda precisa ser construída. Sendo assim, dispuseram-se a realizar diversas atividades no intuito de sensibilizar os servidores no tocante à realização de uma mobilização conjunta e as autoridades competentes para que nosso projeto receba finalmente sinal verde.

Como parte dessas atividades propostas, os servidores do TRT se comprometeram a realizar um plantão diário no Congresso Nacional, para pressionar os parlamentares da CMO e da CFT objetivando a viabilização orçamentária e financeira e a aprovação do nosso projeto, respectivamente. Haverá lista de presença durante os plantões no Congresso.

Os presentes também pediram maior participação da ASDR na campanha pela aprovação do PL 6613/09 e decidiram paralisar os trabalhos, com interrupção dos atos ordinários, no dia 23 de novembro, data em que será realizado o Dia Nacional pela aprovação do nosso projeto. Os servidores daquele tribunal estudam realizar uma carreata neste dia, chamando a atenção das autoridades, da mídia e da sociedade por meio de um buzinaço.

Esses esforços se somam à mobilização que vem sendo feita pelos servidores do STF e da JF/TRF que decidiram, também em assembleia, realizar uma hora diária de protesto, doando parte de sua jornada a um trabalho de conscientização dos demais servidores e dos magistrados sobre a necessidade de todos abraçarem a valorização salarial da nossa carreira. Essa uma hora de protesto já começa a dar resultado, multiplicando o número de servidores dispostos a lutar pela nossa causa e atraindo os olhares de muitos juízes, desembargadores e ministros.

A expectativa é de que os outros tribunais sigam nesta semana a mesma linha adotada por esses servidores, compreendendo que para aprovarmos o PL 6613 “mobilizar é preciso”. “Por meio dessas atitudes locais nós vamos construir até o dia 23 uma grande mobilização desta categoria, alcançando condições, se necessário, de deflagrar uma greve”, afirma o coordenador-geral do Sindjus, Berilo Leão.

🔥14 Total de Visualizações