Peluso promete ajudar no requerimento de urgência

Em reunião na noite desta quarta-feira (14), os coordenadores da Fenajufe Cledo Vieira (Sindjus), Zé Oliveira e Ramiro López se reuniram com o presidente do STF Cezar Peluso. A ideia era atualizar as informações sobre a tramitação do orçamento do Judiciário e do PL 6613.

Durante o encontro Peluso relatou audiência que teve com o líder do PMDB Henrique Eduardo Alves em que deixou claro que só aceitaria os 5% de reajuste para o servidor se fosse a 1ª parcela do PL 6613/2009. Disse que falar com a Dilma não adianta e que o trabalho deve ser feito no Congresso. “Eu falei com o presidente Lula, falei com o Paulo Bernardo, falei com a Miriam Belchior, para o executivo é reajuste zero. Não tenho mais o que conversar com a presidente Dilma”, desabafou Peluso.

Peluso disse ainda que a única esperança que ele vê para o reajuste é com o trabalho de pressão no Congresso. “A decisão do ministro Fux no MS é um elemento novo, ajuda”, garantiu o ministro.

Os dirigentes sindicais ressaltaram a importância de contar com o trabalho do Judiciário para aprovar o requerimento de urgência. “temos pouco tempo e o Supremo precisa intensificar o contato com os líderes” disse Cledo Vieira, coordenador do Sindjus e da Fenajufe.

Por fim Peluso garantiu que não desistiu do reajuste “Não joguei a toalha, vou lutar até o final”, a audiência foi avaliada pelos diretores do Sindjus como positiva. Entretanto, dá a noção do tamanho da barreira que teremos que enfrentar até o dia 22 de dezembro.

Amanhã, às 10h, haverá sessão da CMO e a categoria terá que repetir o trabalho realizado hoje nos corredores da Câmara. “A cada contato vemos renascer a esperança de vencermos essas dificuldades”, garantiu Cledo Vieira.

🔥20 Total de Visualizações