Semana intensa em torno da movimentação extraordinária

A semana começou com intenso trabalho em prol da movimentação extraordinária. Só no TJDFT foram colhidas 600 assinaturas ao manifesto que reivindica a adoção imediata, pela administração do tribunal, do instrumento que valoriza os servidores em início de carreira. Servidores antigos também aderiram em peso à campanha, pois sabem da importância da luta conjunta tanto para a valorização dos novos quanto para a aprovação do PCCR.

Durante a assembleia realizada ontem (19) no STJ, com participação do assessor jurídico do Sindjus, Renato Barros, várias dúvidas foram esclarecidas. Os servidores deixaram a assembleia com a certeza de que a movimentação extraordinária é capaz de unificar toda a categoria. “Os servidores estão animados com essa alternativa de valorização principalmente porque ela é extremamente viável. Afinal, esse instrumento já foi adotado por diversos tribunais em um passado recente e depende apenas da vontade das administrações para que ele seja implantado”, afirmou o coordenador Jailton Assis.

Hoje, o manifesto do TJDFT chegará aos fóruns de várias cidades do DF. A expectativa é de que até o fim do dia ele contenha mais de duas mil assinaturas. No STJ, os coordenadores tentarão ser recebidos pela ministra Nancy Andrighi, que preside uma comissão que analisa mudanças no regimento interno. Também vão procurar o diretor-geral Silvio Ferreira.

A movimentação extraordinária também será debatida hoje, às 16h, em frente à igrejinha, no STF. Novas assembleias para tratar desse tema estão sendo construídas em outros órgãos do Judiciário e do MPU. A campanha pela movimentação extraordinária foi abraçada pelos servidores e com o empenho de todos se tornará realidade. Conheça mais sobre essa alternativa de valorização em nosso site e em nossos informativos.

🔥13 Total de Visualizações