STJ: ato organizado pelo Sindjus satiriza o controle de ponto

Ontem (28), durante o horário de almoço, descontração e criatividade tomaram conta da campanha “O legal é jornada igual” no pátio em frente ao restaurante do STJ.

Em protesto bem humorado, três atores interagiram com os servidores que entravam e saiam do restaurante. Enquanto isso, os coordenadores do Sindjus Berilo Leão e Ana Paula Cusinato conversavam com os colegas do Tribunal e distribuíam a fitinha da campanha “O legal é jornada igual”.

A interação dos servidores com os atores foi tão grande que alguns colegas chegaram a andar com a bola de ferro, usada pelos artistas, presa no pé. A bola de ferro simbolizava o controle eletrônico de frequência, exigido apenas para os servidores lotados na área administrativa.

Aliás, os “relógios de ponto” fixados nas pilastras próximas ao restaurante criaram um cenário perfeito para que atores e servidores brincassem juntos, sem esquecer a tristeza coletiva instalada no tribunal que já foi considerado o melhor tribunal para se trabalhar.

Muitos também tiraram fotos e filmaram a esquete. A campanha “O legal é jornada igual” continua firme: use sua fitinha amarrada no punho ou em seu crachá e assine o abaixo-assinado.

Depois do feriado da Semana Santa começaremos a marcar reuniões com os ministros para apresentar a insatisfação dos servidores do STJ quanto ao aumento da jornada de trabalho, solicitando apoio a cada um.

🔥10 Total de Visualizações