Ayres Brito começa a atuar na Câmara. Deputados querem desobstruir pauta da CFT

Finalmente, os deputados da CFT reconheceram que precisam votar o PL 6613/09 para desobstruir a pauta da comissão que em 2012 realizou apenas duas reuniões. A estratégia adotada pelo Sindjus de “ou a comissão vota o nosso PCCR ou não vota nada” deu resultado. Por mais uma vez, na manhã desta quarta-feira (25), os servidores lotaram o Plenário 04 e a base governista se intimidou. Apenas 12 deputados registraram presença e a reunião não pode ser aberta por falta de quorum.

O presidente da CFT, deputado Antônio Andrade (PMDB-MG), anunciou que na noite de ontem (24) recebeu uma ligação do presidente do STF, ministro Ayres Britto, que deseja realizar uma reunião com a comissão para tratar da aprovação do PL 6613/09. O presidente Antônio Andrade também informou que nesta manhã se reuniu com os demais membros da comissão e os deputados reconheceram a necessidade de aprovar nosso PCCR para desobstruir a pauta da CFT que acumula milhares de itens.

Conforme afirmou o deputado Pauderney Avelino (DEM-AM) acendeu-se uma luz no fim do túnel. “O presidente Ayres Britto tem compromisso com a instituição e com os servidores. Sem dúvida, vai ajudar a solucionar este problema que tem como única saída a votação do reajuste dos servidores”. O presidente Antônio Andrade também se mostrou bastante otimista. Para ele, a reunião com o ministro Ayres Britto vai colaborar para botar um ponto final neste impasse.

O deputado Policarpo, em sua fala, saudou o deputado Antônio Andrade por manter o PL 6613/09 na pauta, mas frisou que o acordo firmado em março não foi cumprido: “o acordo não dizia somente respeito à inclusão do PCCR na pauta, mas também a sua votação”. O relator da matéria em questão também demonstrou confiança na atuação de Ayres Britto, com quem conversou antes de sua eleição, quando já tinha sido eleito e durante sua posse.

“Temos que manter a pressão sobre os membros da CFT ntensificando a estratégia de obstruir as reuniões da comissão até que nosso projeto seja votado. Participe das nossas mobilizações e colabore para a aprovação do PL 6613/09. A vitória está próxima”, afirmou o coordenador-geral Cledo Oliveira.

🔥10 Total de Visualizações