Servidores e parlamentares pressionam, mas CFT não alcança quorum

Na manhã desta quarta-feira (16), os servidores fizeram seu papel e lotaram o Plenário 04 da Comissão de Finanças e Tributação. A campanha “Vota Deputado” lançada pelo sindicato incendiou a comissão. Além dos servidores e dos coordenadores do Sindjus, os parlamentares presentes utilizaram a meleca com o tema da campanha. Bandeiras e placas foram agitadas. A categoria gritou “vota deputado, vota deputado”.

Porém, o presidente da CFT encerrou a reunião por falta de quorum. O deputado João Dado afirmou que sua presença confirmava o apoio ao nosso projeto e á revalorização da nossa carreira. Já o deputado Pauderney Avelino desabafou dizendo que era muito triste a situação daquele parlamentar que recebe uma delegação do povo para representá-lo e não comparece para honrar essa missão.

O deputado Policarpo conclamou que os demais líderes cumpram o acordo firmado entre situação e oposição de votar o PL 6613/09. Voltou a insistir que a negociação com o governo só vai acontecer quando o projeto estiver no Plenário. E também pediu que o presidente aplicasse o regimento, com a intenção dos líderes substituírem os faltosos para que os trabalhos da comissão pudessem avançar.

O presidente, deputado Antônio Andrade, garantiu que o projeto continua na pauta e que os ausentes ficaram com falta. Para o coordenador-geral do Sindjus Cledo Oliveria, a pressão deve continuar a todo vapor. “Não podemos dar trégua aos parlamentares. Precisamos marcar em cima pela aprovação do PL 6613/09. Mais dia menos dia o governo vai ceder. Precisamos ser persistentes”, frisou.

🔥10 Total de Visualizações