Mobilização dos servidores garante audiência com Britto

A mobilização dos servidores do Judiciário que lotaram o Plenário da
Comissão de Finanças e Tributação na manhã desta quarta-feira (30) e a
Praça dos Três Poderes para a Assembleia Geral que votaria o
calendário de greve chacoalhou a presidência do STF, que convocou
representantes do Sindjus e o deputado Policarpo para uma audiência
antes do horário da assembleia.

Os servidores, fartos de promessas não cumpridas, deram um ultimato ao
ministro Ayres Britto, aprovando a realização de uma assembleia no dia 6,
com indicativo de greve por tempo indeterminado a
partir do dia 07 de junho.

“A abertura do diálogo foi resultado da pressão dos servidores que
estão insatisfeitos com tamanha enrolação. A preocupação em torno de
uma greve por tempo indeterminado já foi levada pelo presidente da
CFT, deputado Antônio Britto à ministra de Relações Institucionais,
Ideli Salvatti. O ministro Ayres Britto também se comoveu diante da
manifestação da categoria. E essa pressão só vai parar quando o PCCR
for aprovado. Agora é greve!”, afirmou o coordenador-geral Cledo
Vieira.

🔥12 Total de Visualizações