Assembleia aprova novo calendário de paralisação

Por maioria absoluta dos votos dos servidores que participaram de assembleia na tarde desta quinta-feira (14) foi aprovado um novo calendário de mobilização pela aprovação do PL 6613/09, com paralisação de 24 horas e assembleia com votação de indicativo de greve na próxima quarta-feira (20).

A assembleia em questão será precedida de duas atividades; Logo pela manhã, às 10h, na Câmara dos Deputados, os presentes ficaram de comparecer em peso à reunião da CFT e de trabalhar nos próximos dias para levar outros colegas ao ato que vai cobrar dos parlamentares à aprovação imediata do PL 6613/09.

No período da tarde, às 16h, será realizado um grande ato nas proximidades do Palácio do Planalto que deverá se estender até o Ministério do Planejamento, numa grande marcha pela viabilização do nosso PCCR. “No dia 20, vamos dar um recado para a todo o governo Dilma. Vamos deixar claro para a presidente e para as ministras de Relações Institucionais e do Planejamento que nossa categoria não aceita mais desculpas que protelem a aprovação do nosso plano”, afirmou o coordenador do Sindus Jailton Assis.

“Paralisação de 48h foi um sucesso”

Na avaliação de todos que se inscreveram para falar na assembleia de hoje, a paralisação de 48 horas desta semana foi um sucesso e serviu para mostrar que a nossa categoria está disposta a lutar pelo reajuste com toda garra e determinação. A assembleia transcorreu num clima alegre, de confiança e expectativa. Em meio a palavras de ordem, uma banda de música animou os servidores que vieram de diversas localidades, entre elas, Riacho Fundo, Samambaia, Ceilândia, Brazlândia, Planaltina, Plano Piloto e Setor de Indústrias.

Aqueles que fizeram uso da palavra, além de avaliarem a adesão ao movimento, encaminharam diversas propostas para que o movimento ganhe força. Cristina Vidal, da VEC do Fórum Julio Mirabete informou que somente 30% do efetivo do fórum em questão trabalharam nesta quarta-feira.

A delegada sindical, Najla Bastos, do STJ, disse que o Conselho de Delegados Sindicais de Base tem se reunido quase que diariamente para preparar essa manifestação e que as pessoas precisam cobrar de seus delegados que realmente participem da organização do movimento.

Para o diretor do Sindjus e da Fenajufe, Jean Loyola, é preciso adotar uma estratégia para ocupar os locais de trabalho e “cobrar dos colegas a participação nos atos”. Ele defendeu a realização de um grande ato em frente ao Palácio do Planalto na próxima semana, proposta aprovada pelos presentes.

Segundo Ademário Nogueira, do TJDFT, a mobilização dos servidores é crescente e todos agora precisam trabalhar contra o tempo, pois precisamos conseguir aproveitar o momento favorável e viabilizar o nosso PCCR o mais rápido possível. Para isso, Ademário dá a receita: “Só com a união e o empenho total da categoria vamos conseguir construir a nossa vitória. Aprovação do PL 6613/09 já”.

🔥11 Total de Visualizações