Paralisação de 48h: Delegados sindicais definem pressão total na CFT e CMO

Ontem (2/7), o Conselho de Delegados Sindicais de Base se reuniu para discutir os últimos detalhes em relação à paralisação de 48h e aos atos propostos para esses dias (04 e 05). Ficou definido que a pressão na CFT e na CMO serão atividades cruciais para o êxito do nosso movimento.

Afinal, o PL 6613/09 é 42º item da pauta da Comissão de Finanças e Tributação de amanhã. Não há mais desculpa para o nosso projeto não ser votado e aprovado. Por isso, é importante que você compareça, a partir das 9h da manhã, no Plenário 04 do Anexo II da Câmara dos Deputados.

Também é importante pressionar os membros da Comissão Mista de Orçamento para que eles aprovem a Emenda à LDO nº01/12 da CFT, aprovada no dia 27, que garante a autonomia orçamentária e financeira do Poder Judiciário expressa na Constituição Federal.

A CMO estará reunida no dia 04, a partir das 14h30 e das 18 no Plenário 02, do Anexo II da Câmara. No dia05, a reunião será às 10h, no mesmo local. Vamos marcar presença de modo que a nossa reivindicação chegue aos olhos e ouvidos de cada parlamentar.

Os coordenadores do Sindjus realizaram ontem um trabalho de mobilização no TSE, que segue hoje no TRE visando à paralisação nacional na Justiça Eleitoral por 48h. O objetivo é deixar bem claro que podemos comprometer as eleições municipais se o PL 6613/09 não for aprovado.

Ficou decidido na reunião do conselho que os piquetes em cada local de trabalho ficarão a cargo de cada delegado, já que a direção estará distribuída entre o apagão na Justiça Eleitoral e as atividades do Congresso.

🔥12 Total de Visualizações