Greve dos oficiais começa a crescer

Na última sexta feira (3) os oficiais de justiça do TJDFT decidiram aderir
à greve deflagrada pelo Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário e do
Ministério Público da União no Distrito Federal, com o objetivo de lutar
pelo reajuste dos seus salários, congelados há mais de seis anos.

Na ocasião os oficiais debateram por mais de uma hora e todos concordaram
que era preciso uma posição firme contra a política explícita do Governo
Dilma Roussef que desrespeita o servidor do judiciário e afronta o próprio
Poder Judiciário. Deste modo, ficou acertado que a greve será integral até
a conquista do reajuste salarial, e que serão garantidas as atividades
essenciais, contudo caberá aos colegas que não aderirem ao movimento de
paralização o cumprimento de tais atividades nos Plantões e no Júri.

A orientação do Sindicato é que os oficiais apresentem um comunicado formal
ao responsável pelo PDM ou SEDIMA, informando sobre sua adesão ao
movimento, guardando consigo a cópia do recibo. Ë essencial que os
grevistas assinem as folhas de ponto paralelas e participem dos eventos
convocados pelo Sindicato.

A greve é um direito constitucional do servidor; durante o período de
paralização o grevista não pode ser escalado para trabalho, mesmo plantão,
sob pena de se ferir tal direito. Qualquer oficial que tenha aderido à
paralização e que for escalado para plantão deve comunicar o fato
imediatamente ao Sindicato para que este tome as providências cabíveis. Os
mandados recebidos antes da greve deverão ser cumpridos normalmente.

SAMAMBAIA SEGUE DANDO O EXEMPLO*

Na data de hoje (6) o Sindicato foi informado de que os oficiais do Fórum
de Samambaia aderiram maciçamente à greve. Nesta segunda, apenas 03 colegas
continuavam a trabalhar normalmente. Em consulta realizada ao SEDIMA pelo
PDM, este foi informado de que caberá aos 03 colegas o cumprimento dos
plantões diários e do Tribunal do Júri.

COMEÇAM AS REUNIÕES LOCAIS

Na próxima quarta feira o coordenador jurídico do Sindjus, Alexandre
Mesquita, fará reunião para tratar da adesão ao movimento grevista com os
oficiais do Fórum de Riacho Fundo e do Núcleo Bandeirante, a reunião será
no Núcleo Bandeirante e terá início às 16 horas.

Na quinta (9) haverá reunião com os oficiais de Sobradinho (14h) e
Planaltina (16h). Sexta (10) será a vez de Taguatinga (14h) e Ceilândia
(16h).

🔥21 Total de Visualizações