Assembleia dos servidores do STF decide por ampla maioria aderir à greve

Nesta tarde (22), os servidores do STF reuniram-se em assembleia para decidir a adesão do Tribunal à greve por tempo indeterminado deflagrada no Distrito Federal desde o dia 1º de agosto.

No primeiro momento da reunião, o secretário-geral da Presidência e o diretor-geral do STF relataram como estão as negociações em torno do reajuste dos servidores do Poder Judiciário, informando sobre a proposta de 15,8% em três anos.

Em seguida, a coordenadora do Sindjus Ana Paula Cusinato informou aos servidores presentes qual o posicionamento do sindicato quanto à proposta apresentada e quanto à greve: “Na reunião de ontem com o ministro Ayres Britto deixamos claro que a proposta de 15,8% em três anos não nos atende. Os servidores que estão em greve fazem hoje reuniões em seus locais de trabalho para discutir a proposta apresentada ontem e todos a estão rejeitando. Temos a clareza de que é hora de fortalecer e ampliar a greve.”

Vários servidores defenderam a adesão do STF à greve imediatamente e a proposta foi aprovada por ampla maioria.

Foram também eleitos cinco servidores para o comando de greve.

🔥15 Total de Visualizações