Na sexta-feira, piquetes e cultura

A quinta-feira foi a maior mobilização da semana, mas os servidores não podem relaxar. O período de greve exige que todos estejam alertas, para garantir o resultado vitorioso. Nesta sexta, portanto, continuam os piquetes, com avaliações e movimento cultural, como já vem acontecendo em diversas cidades do Distrito Federal.

“Nossa categoria é muito criativa, e nesses momentos, depois dos piquetes, os servidores fazem músicas para cantar nas manifestações, poesia, cartazes e bonecos. Tudo com o objetivo de fortalecer a greve”, relata a diretora do Sindjus Sheila Fonseca.

A partir das 12h, os servidores de Brazlândia, Samambaia e do Psicossocial vão para Taguatinga. Sempre com avaliações sobre o movimento, também continuam as concentrações culturais no Leal Fagundes.

No STF, haverá piquetes de convencimento nas três principais entradas do prédio, e depois haverá concentração em frente da igrejinha, a partir das 12h. Na Justiça Federal, o protocolo se manterá fechado. Para isso, será feita concentração no bloco G, a partir das 13h.

Sucesso – As concentrações para atividades culturais têm tido ótimos resultados na conscientização dos servidores sobre a necessidade de seu unirem e aderirem ao movimento.

Na semana passada, a visita de Taguatinga e Samambaia à Brazlândia preparou o sucesso que foi a marcha da quinta. O servidor do Fórum José Tininho conta que hoje apenas um dos cartórios da cidade funcionou.

🔥5 Total de Visualizações