Jornal de Brasília: Ponto do Servidor: Pela jornada de seis horas

O Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário (Sindjus) encaminhou ofício ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel, reivindicando a implementação da jornada de seis horas diárias no Ministério Público, uma vez que a administração da PGR está solicitando aos subprocuradores sugestões sobre a Portaria 707/2006, que trata da jornada dos servidores. O sindicato defende que o atendimento à população no MP seja de 12 horas ininterruptas, em dois turnos de seis horas. Tal medida traria ganhos para a sociedade, para a administração e para os servidores, que teriam redimensionada sua qualidade de vida.

Pedido de reunião

Além do ofício, que também será encaminhado aos subprocuradores, o Sindjus quer se reunir com o secretário-geral da PGR, Lauro Cardoso, para discutir essa proposta. “A opinião dos servidores numa questão como essa, que influencia diretamente o cotidiano da categoria, precisa ser levada em conta. Deste modo, vamos levar ao conhecimento de todos os membros do MP os benefícios da jornada de seis horas”, frisou a coordenadora Ana Paula Cusinato, que assina o ofício.

Abaixo-assinado

Para reforçar o pedido, o Sindjus está organizando uma campanha para que os servidores recolham assinaturas para um abaixo-assinado. Basta acessar a página da entidade (www.sindjusdf.org.br) imprimir o formulário, coletar assinaturas e depois ligar para o telefone 3212-2613, para que o sindicato possa recolher o documento e anexar aos ofícios que serão enviados ao procurador-geral Roberto Gurgel.

🔥20 Total de Visualizações