Sindjus trata de questões de interesse dos servidores com novo DG do TSE

toilax anvendelse

toilax og graviditet toilax rektoskopi toilax 300

O coordenador-geral do Sindjus Cledo Vieira reuniu-se, no dia 4 de março, com o novo diretor-geral do TSE, Anderson Vidal, que é servidor da casa, como defende o sindicato no que diz respeito à ocupação desse cargo.

Na reunião, foram tratadas questões orçamentárias e a regulamentação da Lei 12.774/12. Cledo Vieira ressaltou a necessidade de o TSE atuar como protagonista no pagamento imediato do reajuste. O coordenador defendeu a recomposição salarial da categoria e a responsabilidade dos tribunais superiores em cumprir os compromissos assumidos com os servidores.

“O próximo passo é conversar com a presidenta do TSE, ministra Carmem Lúcia, que se envolveu nas negociações do reajuste em 2012 e cobrar ações concretas como a complementação do reajuste com a GAJ 100%, compromisso assumido pelo STF e que não se concretizou”, frisou Cledo. Importante lembrar que o Sindjus já conversou, nos últimos dias, com os presidentes do STF e do TST sobre pautas gerais e específicas da categoria.

Outro ponto abordado pelo Sindjus na reunião foram as horas-extras. O Sindjus entende que os presidentes dos tribunais devem defender seus quadros, a exemplo da questão das horas-extras do TSE. Para Cledo, a imprensa atacou os servidores de forma leviana, pois quem conhece a Justiça Eleitoral sabe que sobrecarga de trabalho no período eleitoral exige serviço extraordinário, que o sindicato não defende na forma contínua.

“Os excessos devem ser coibidos, mas não podemos aceitar que os servidores sejam colocados na posição de culpados”, afirmou o coordenador do Sindjus.

🔥11 Total de Visualizações