Pressão do Sindjus leva SG do TJDFT a determinar suspensão das obras em Planaltina

– “Charleston, não vamos permitir que os servidores de Planaltina continuem sofrendo mais um dia sequer em razão dessa obra”, afirmou a coordenadora Sheila Tinoco ao Secretário-Geral do TJDFT, Charleston Coutinho, ontem (2/4), referindo-se à revitalização do Fórum de Planaltina. Sheila e José Oliveira (Zezinho) foram ao tribunal no início da noite de ontem e não saíram de lá enquanto não expuseram todos os problemas que essa reforma está causando aos servidores e usuários. Problemas esses que estão relatados no PA 5280/13, protocolado pelo sindicato no dia 26 de março, data que os coordenadores foram pela primeira vez ao tribunal buscar soluções para esse caso.

Durante o encontro, os coordenadores reivindicaram, mais uma vez, a paralisação das obras em prol da saúde e da vida dos servidores, dos advogados e da população. “Como alguém pode ter condições de trabalhar se a parede ao lado está caindo com marretadas?”, indagou Sheila. Os coordenadores explicaram que vários servidores tiveram nos últimos dias complicações de saúde graças a essa reforma. Diante desses argumentos, o SG decidiu suspender a reforma, a partir de hoje (3/4), por tempo indeterminado, até que seja encontrada uma solução não prejudicial à saúde dos servidores e dos usuários.

A determinação do SG é resultado da pressão do Sindjus, que atuou em parceria com os servidores do Fórum de Planaltina, que tiveram coragem de denunciar o que vinham enfrentando. “As reuniões feitas nos locais de trabalho do TJDFT têm justamente o objetivo de atuar em tempo real para desenvolver, com a urgência necessária, as demandas apontadas pelos servidores”, afirmou o coordenador José Oliveira (Zezinho).

A servidora Fabiola Portela, que desde o primeiro dia de obras tem sofrido com renite e bronquite, sentiu alívio com o resultado da batalha travada pelo Sindjus em defesa da saúde dos servidores. “Tenho tomado remédios para conseguir vir trabalhar”, explicou a servidora que mesmo não trabalhando no prédio da frente (onde ocorria a reforma) sofreu com a poeira e com o barulho. “Servidor algum do Fórum de Planaltina estava livre dos transtornos da obra”, destacou Sheila.

De fato, as obras pararam

No final da manhã desta quarta-feira (3/4), os coordenadores Cledo Vieira e Sheila Tinoco estiveram em Planaltina para repassar aos servidores o que foi conversado com o Secretário-Geral e acompanhar o desenrolar dessa determinação, de modo a assegurar que as obras sejam realmente paralisadas. De fato, as obras foram suspensas. O SG enviou um responsável para conversar com o coordenador de obras sobre essa suspensão.

O Sindjus, que acompanhou essa conversa, teve a garantia de que será informado sobre o cronograma da retomada das obras que vão acontecer de forma organizada. Essa foi uma das reivindicações do sindicato, que vai fazer de tudo para que a saúde dos servidores e da população seja preservada.

Clique aqui para ver o PA e as fotos.
Crédito das fotos: Servidores de Planaltina e Valcir Araújo

🔥20 Total de Visualizações