ASMPF: Candidatos poderão ter mais tempo para estudar para o concurso do MPU

Entidades impetraram MS Coletivo na 22ª Vara Federal

Em razão da Portaria 122, que alterou as atribuições e a nomenclatura dos cargos de analista processual e técnico administrativo, sindicatos e associações impetraram nesta segunda-feira, 13/5, Mandado de Segurança Coletivo para impedir o VII concurso do MPU.

A ação se deu porque as entidades não concordam com a maneira que a atual administração vem conduzindo os assuntos ligados aos servidores. A falta de diálogo é pública e notória. Não houve uma discussão sobre as mudanças substanciais nas atribuições dos cargos. Tais alterações são supostamente ilegais, pois foram feitas por mera portaria. Por isso, antes, as entidades já haviam judicializado a questão no STF.

O VII concurso será realizado pelo Cespe/UnB e conta com mais 280 mil inscritos. São ofertadas 147 vagas e cadastro reserva. As provas estão marcadas para acontecer neste domingo, 19/5. Para muitos candidatos, a suspensão do certame viabilizaria os estudos, pois o conteúdo programático é extenso para ser visto em apenas 2 meses.

O MS, assinado pelo Sinasempu, Sindjus-DF, Anata, Asstra-MP, Asmip, Asmpf e Asempt, recebeu o nº 25611-18.2013.4.01.3400 e tramita perante a Seção Judiciária do Distrito Federal.

🔥8 Total de Visualizações