Folha de São Paulo: Sindicância apura suspeita de assédio na PGR

Por Frederico Vasconcelos

Uma comissão de sindicância vai apurar denúncia de assédio moral na Unidade de Segurança Institucional (USI) da Procuradoria Geral da República.

A sindicância foi instaurada pela corregedoria do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), diante da “insuficiência da atividade investigativa desenvolvida pela Secretaria-Geral do Ministério Público Federal”. A comissão foi formada por sugestão de uma corregedora auxiliar, em fevereiro, com o “intuito de suprir a carência probatória” numa reclamação disciplinar.

No último dia 10/5, o corregedor Nacional do Ministério Público, Jeferson Luiz Pereira Coelho, designou três Procuradores do Trabalho para averiguar os fatos.

A comissão tem “poderes para efetivar todas as diligências necessárias” e apurar “possível prática de assédio moral no âmbito das relações de trabalho daquela unidade e outros fatos conexos”.

Consultado, o CNMP informou que o procedimento é sigiloso e a comissão deverá concluir a sindicância em 30 dias.

🔥18 Total de Visualizações